Matheus Diaz – Ponto

Matheus Dias, Brazil

Visual artist, photographer and student of architecture and urban planning. The artist works with topics related to blackness, body and LGBTQIA +. The artist uses art to reveal his experiences, complain about social problems and to poeticize about life. He began his career at age 13 when his father bought a television that had a camera. At 21 he took his first photography course and since then he has not stopped studying art. Now, he mixes his work with other languages ​​such as video and collage. From 2016 he had his work exposed in art exhibitions by his city Fortaleza in Brazil. In addition, in 2019  he won an award in a fashion event called Dragão Fashion Brasil for her fashion film called Punto.

Ponto – Tracing the memory of three bodies as a line that crosses at the point of an embroidery. The film Ponto presents the meeting of three black LGBTQ + personas, who meet to perform their bodies and memories based on their relationship with dressing, assembling. Thinking that this artistic manifesto is a means of expression beyond what is Being. In this way, trying to rethink this place as a manifestation that shows itself strongly as a political movement deconstructing aesthetics plastered with beauty and the innumerable norms of dress.

The name of the short film makes reference to the act of sewing, of interweaving a new piece, history through lines. The stitch in the seam can be both the final act and the route taken to reach the conclusion.


Matheus Dias, Brasil

Artista visual, fotógrafo e estudante de arquitetura e planejamento urbano. Ela trabalha com tópicos relacionados à escuridão, seu corpo gordo e LGBTQIA +. O artista usa a arte para revelar suas experiências, reclamar de problemas sociais e poetizar sobre a vida. Ele começou sua carreira aos 13 anos quando seu pai comprou uma televisão que tinha uma câmera. Aos 21 anos, fez seu primeiro curso de fotografia e, desde então, não parou de estudar arte. Agora, ele mistura seu trabalho com outros idiomas, como vídeo e colagem. A partir de 2016, teve seu trabalho exposto em exposições de arte de sua cidade Fortaleza, no Brasil. Além disso, em 2019, ganhou um prêmio em um evento de moda chamado Dragão Fashion Brasil por seu filme de moda chamado Punto.

Ponto – Traçando a memória de três corpos como uma linha que se cruza no ponto de um bordado. O filme Ponto apresenta o encontro de três personas negras LGBTQ+, que se encontram para performar seus corpos e memórias a partir das suas relações com o vestir-se, montar-se. Pensando que esse manifesto artístico, é um meio de expressão para além do que é Ser. Tentando assim, repensar esse lugar como uma manifestação que se mostra fortemente como um movimento político desconstruindo estética engessadas d­e beleza e as inúmeras normas de se vestir.

O nome do curta faz referência ao ato de costurar, de entrelaçar por meio de linhas uma nova peça, história. O Ponto na costura pode ser tanto o ato final quanto o percurso que se é dado para chegar à conclusão.


Matheus Dias, Brasil

Artista visual, fotógrafo y estudiante de arquitectura y urbanismo. Trabaja con temas relacionados a la negrura, su cuerpo gordo y LGBTQIA+. El artista usa el arte para revelar sus experiências, quejarse de problemas sociales y para poetizar sobre la vida. Empiezó su carrera a los 13 años cuando su padre compró un telemóvel que tenia cámara fotográfica. A los 21 hizo su primer curso de fotografia y ,desde entonces, no ha parado de estudiar arte. Ahora, mescla su trabalho con otras lenguajes como vídeo e colagem. A partir de 2016 tuvo su trabalho expuesto en expociciones de artes por su ciudaded Fortaleza en Brasil. Además em 2019 ganó una premiación en evento de moda llamado Dragão Fashion Brasil por su fashion film llamado Punto.

Ponto – Trazando el recuerdo de tres cuerpos como una línea que se cruza en el punto de un bordado. La película Ponto presenta la reunión de tres personas LGBTQ + negras, que se reúnen para realizar sus cuerpos y recuerdos en función de su relación con el vestuario y el montaje. Pensar que este manifiesto artístico es un medio de expresión más allá del Ser. De esta manera, tratar de repensar este lugar como una manifestación que se muestra fuertemente como un movimiento político que deconstruye la estética enyesada con la belleza y las innumerables normas de vestimenta.

El nombre del corto hace referencia al acto de coser, de entretejer una nueva pieza, la historia a través de líneas. La puntada en la costura puede ser tanto el acto final como la ruta tomada para llegar a la conclusión.


https://www.instagram.com/mdiaspretoo

Dancers: 

Juan Monteiro https://www.instagram.com/juan.monteiroo 

Júnior Meireles https://www.instagram.com/maranhense.s

Carlota https://www.instagram.com/kdcarlota

%d bloggers like this: